O aumento dos valores das multas está sendo revertido para melhorias no Trânsito?


18 de Abril de 2019

Hoje sabemos que o valor da punição pecuniária de multas de trânsito, nos principais apontamentos do Código de Trânsito Brasileiro, subiram substancialmente (para não dizer absurdamente). Este fato levou-nos ao questionamento, no mínimo razoável, sobre quais seriam os benefícios para o tráfego, circulação de veículos, vias, rodovias, pedestres e usuários das pistas de rolamento do país. De nossa parte, de nossos colaboradores e clientes, por experiência como pedestres e motoristas, somente temos ouvido que, desde os aumentos supracitados, não há diferenças, sequer mínimas, no que concerne ao trânsito de veículos, pedestres, estradas, vias, sinalização, fiscalização, monitoramento e, principalmente, diminuição da quantidade de acidentes e aumento da conscientização de motoristas e pedestres relacionados ao trânsito no Brasil. Ao contrário, trafegando nas vias urbanas e arteriais e estradas de rodagem, nota-se que as mesmas encontram-se, senão de forma mais degradada e sem sinalização de trânsito, estão como se encontravam até 2017, pelo menos. Quando se vê algum tipo de ¨obra¨, geralmente, trata-se de algum tipo de recapeamento ou as chamadas ¨operações tapa buracos¨. Gostaríamos muito se ouvíssemos de algum motorista punido administrativa e pecuniariamente, por exemplo, que no mesmo local aonde foi multado por ultrapassar veículo pelo acostamento, após ter sido lavrado auto de notificação à infração de trânsito, pago pela multa e cumprido o período de punição administrativo de suspensão de CNH, que, naquele mesmo local, atualmente a via, estrada, avenida, etc...encontra-se em condições melhores que o permita trafegar de maneira a não encontrar-se sob alguma necessidade premente de, por exemplo, para deixar de ter seu veículo danificado ou até mesmo sofrer grave acidente por manobra brusca que o obrigue a, por um momento, deslocar o veículo sob sua condução à direita para não invadir a pista de rolamento contrária a de seu deslocamento invadindo a contra mão de direção nem o acostamento que gerou a multa anterior citada. Pedro Rocha BondMultas